O SINTESPO realizou na tarde desta quinta-feira, 14, reunião dos membros de sua diretoria para deliberar sobre a Lei da Licenças Especiais, recentemente sancionada pelo governo do Estado, sobre o projeto de Reforma da Previdência que deve ser enviado à Assembleia Legislativa na próxima semana e sobre as estratégias que serão necessárias para garantir os direitos dos servidores, entre outros assuntos.

“Nos próximos dias vamos definir uma data para a Assembleia Geral Anual de Prestação de Contas do SINTESPO. Nesse momento vamos apresentar para todos os filiados o que o sindicato tem realizado para defender os servidores, propostas de mobilização para fazer frente aos vários ataques do governo, além dos projetos sociais nos quais estamos envolvidos, parcerias e convênios”, afirma Plauto Coelho, presidente do sindicato.

Durante a reunião foram discutidas formas de comunicação com os sindicalizados que serão colocadas em prática nos próximos meses, principalmente para disseminar informações sobre legislação, direitos, eventos e outras notícias. “Pretendemos modernizar nossa comunicação, abrindo novos canais de informação e interação. A ideia é que tudo o que o sindicato faça chegue o mais rápido possível ao conhecimento de todos”, diz a secretária geral empossada recentemente, Christiani Borsato de Ramos.

Embate com o governo

O vice-presidente do SINTESPO, Roberto Rodrigues, alerta os servidores sobre o posicionamento do governo com relação aos direitos dos trabalhadores. “Esse ano foi de luta intensa e o governo não parece disposto a para de atacar os nossos direitos. Na semana que vem uma proposta de reforma da previdência será enviada para a Assembleia Legislativa e, ao que tudo indica, mais direitos devem ser objeto de ataque do governo Ratinho Junior”, afirma, salientando que a categoria deve estar alerta e unida para impedir retrocessos.

Interação com a comunidade

Durante a reunião, o presidente Plauto Coelho também relatou à diretoria projetos de lazer e entretenimento que estão em andamento com a direção do Campus de Uvaranas da UEPG. “Em breve teremos notícias mais específicas sobre o assunto, mas posso adiantar que estamos trabalhando para que os servidores tenham novas opções de lazer. O sindicato está cada vez mais preocupado com a qualidade de vida de seus filiados”.

Comentários

Conte nos que você achou!