Os integrantes do Conselho Fiscal do Sindicato dos Técnicos e Professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (SINTESPO) se reuniram no último dia 2 de setembro para analisar as contas da instituição. A decisão foi pela aprovação integral das despesas e receitas do período que compreende novembro de 2019 a abril de 2021.

“Estamos fazendo um trabalho muito difícil para equilibrar as finanças do SINTESPO. A reforma da previdência do governador Ratinho Junior fez com que muitos dos nossos associados antecipassem suas aposentadorias, o que causou uma grande desfiliação. Despesas com custos de ações jurídicas e de sucumbências advocatícias em processos vencidos pelos SINTESPO também causaram grandes dificuldades financeiras. Mas como fazemos uma gestão austera dos recursos, estamos conduzindo as finanças de forma apropriada e transparente. Tanto isso é verdade que tivemos a aprovação integral das contas do período analisado”, disse o presidente do SINTESPO, Plauto Coelho.

Uma reunião da Diretoria do SINTESPO para aprovação final das contas e para discutir outros assuntos será marcada nos próximos dias.

Comentários

Conte nos que você achou!