A Câmara Municipal de Ponta Grossa aprovou o projeto de Lei que autoriza a Prefeitura fazer a doação do Hospital da Criança João Vargas de Oliveira para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Dentre os critérios que serão observados para que a doação se efetive ao longo do tempo, destaca-se a obrigação da UEPG em “contratar, manter e custear o funcionalismo necessário ao pleno desenvolvimento das finalidades do bem doado”.

Atento da todas as movimentações em torno da doação, o SINTESPO convidou o chefe da Controladoria Interna na UEPG, Marcos Vinícius Fidelis e o vereador Edelmar José Pimentel para sanar dúvidas a respeito do projeto.

“Sabemos da importância para a Universidade de mais um espaço de atuação, seja em benefício de seu quadro de professores e alunos, seja em relação à oportunidade de trabalhar para melhoria da saúde das pessoas de Ponta Grossa e Região dos Campos Gerais. No entanto, é dever do sindicato saber detalhes sobre o impacto que tal decisão pode ter na relação com as servidoras e servidores”, disse o presidente do SINTESPO, Plauto Coelho.

A conversa com os representantes da Câmara e da UEPG também abordou outros aspectos do projeto, como a capacidade da universidade em atender de modo eficaz ao desafio da administração do Hospital da Criança. “Segundo o que ouvimos hoje pela manhã, a UEPG já atua no Hospital, tendo em vista que transferiu a maternidade do Hospital Regional para o HC. Sabemos da competência dos servidores públicos e da relevância de mais um campo de estudos e atuação para a universidade. Estaremos apoiando no que for necessário, sempre de olho na preservação dos direitos da classe trabalhadora e das pessoas que passarão a ser atendidas pelos profissionais da UEPG”, finaliza Plauto Coelho.

 

Comentários

Conte nos que você achou!