A direção do Sindicato dos Docentes e Técnicos da UEPG (SINTESPO) convocou os representantes dos agentes de segurança da Universidade dos dois Campi, Central e Uvaranas, para informar sobre o andamento da ação das “duas folgas”. O processo, que foi iniciado em 2006, leva em conta o descumprimento por parte da Universidade Estadual de Ponta Grossa da Lei 15.050/06.

Tendo em vista que o processo está em suas últimas etapas, com vitória do sindicato a favor dos Agentes de Segurança, os representantes foram informados detalhadamente sobre a atual situação da ação para dar conhecimento a todos os trabalhadores que estão envolvidos.

Para essa reunião, a direção do SINTESPO se preocupou em seguir todas as recomendações de prevenção contra a covid-19, como distanciamento, o uso de máscaras e de álcool em gel. “Como o processo está em andamento há mais de 14 anos e são inúmeros detalhes, resolvemos chamar os representantes dos agentes para a sede do sindicato. A nossa ação foi vitoriosa e precisávamos colocar os trabalhadores a par de tudo o que está acontecendo. Para isso, nosso assessor jurídico, Fábio Cordeiro, esteve presente para sanar todas as dúvidas e informar como conduzirá a fase final do processo”, disse o presidente do SINTESPO, Plauto Coelho.

Participaram da reunião, além do presidente do Sindicato, Fábio Cordeiro (Assessor Jurídico), Pedro Blasczak (diretor de Patrimônio), Cedinei Lemes do Carmo (Tesoureiro) e os Agentes de Seguranças Airton Severino, Francisco Bodnar, Jorivaldo Almeida e José Carlos Marques. Em breve, assim que forem tomadas as decisões finais do processo, novas informações serão repassadas aos servidores.

FILIE-SE AO SINTESPO

Comentários

Conte nos que você achou!