A diretoria do SINTESPO se reuniu na tarde desta sexta-feira, 13, para deliberar sobre as ações que estão sendo preparadas para as campanhas salarial, de filiação ao sindicato e de valorização dos servidores e do serviço público.

Maio é o mês da data base e a direção do SINTESPO está planejando desde já a negociação com o governo. “Sabemos que a conversa não vai ser fácil. As perdas desde 2017 já acumulam índice de 18,24% e o secretário de Estado da Fazenda, Renê Garcia Junior, ao fazer a prestação de contas na Assembleia Legislativa sobre o ano de 2019, disse que o gasto do governo com pessoal está no limite e que qualquer concessão de reajuste deverá ser uma decisão política. Então temos que estar atentos e firmes para que não ocorram ainda mais perdas para o conjunto do funcionalismo público, em geral, e para os servidores da UEPG, em particular”, disse Plauto Coelho, presidente do SINTESPO.

Além da campanha salarial, os diretores também falaram sobre o grande número de aposentadorias precoces ocasionadas pelas reformas da previdência federal e estadual. “Isso tem causado muitas desfiliações, tendo em vista que ao se aposentar o servidor deixa de fazer parte do sindicato. Para enfrentar essa situação, o sindicato está preparando uma campanha permanente de filiação. A intenção é fortalecer a representação dos servidores para que as negociações salariais e para retomada de direitos tenham mais efetividade. Um sindicato forte é garantia da defesa do servidor”, avalia Pedro Blackzak, diretor de Patrimônio do SINTESPO.

Outro assunto tratado na reunião da diretoria foi a campanha de valorização dos servidores e do serviço público. “Estamos sendo cruelmente atacados pelos governo federal e estadual. Não há limites para avançar nos direitos do trabalhador. Campanhas orquestradas nas mídias sociais colocam constantemente a culpa da crise no serviço público. No entanto, sem servidores públicos não há saúde, educação nem segurança para a população. Estamos preparando também uma campanha para conscientizar a sociedade sobre a importância disso”, anunciou o vice-secretário geral do SINTESPO, José Luiz Rocha, responsável pela confecção do material de divulgação das campanhas.

Novo conselheiro

Durante a reunião, também foi sugerido um novo nome para a composição do Conselho Fiscal do Sindicato, o servidor Mauricio Kaczmarech. O novo integrante ainda deve ser apresentado ao conjunto dos associados ao SINTESPO em Assembleia Geral para aprovação.

Comentários

Conte nos que você achou!