A direção do SINTESPO vem a público manifestar seu repúdio contra a decisão da Prefeitura de Ponta Grossa em fixar a nova tarifa do transporte público no valor de R$ 4,30, atendendo em parte a sugestão do Conselho de Transporte que havia sugerido um preço ainda maior, de R$ 4,40.

Para a direção do SINTESPO, é muito estranho que um conselho deliberativo que tem entre seus membros representação popular faça a sugestão de um aumento no preço de um serviço público em percentual muito acima da inflação.

Simplesmente não se vê justificativa plausível para isso num momento onde todas as pessoas, principalmente as mais pobres, estão tendo seus direitos subtraídos pelos governos para pagar a conta da grave crise financeira pela qual passa o nosso País.

Outrossim, há também sérios problemas relacionados à transparência do contrato entre a concessionária do serviço e o Poder Público.

Como se isso não bastasse, há também reclamações sobre superlotação nos horários de pico, problemas de conservação dos terminais e casos de conflitos entre usuários e funcionários.

Desse modo, nos somamos ao esforço da Frente Ampla Democrática na promoção de um ato contra o aumento da tarifa que irá acontecer na próxima segunda-feira, às 8 horas da manhã, em frente ao Colégio Regente Feijó, na Praça Barão do Rio Branco.  Também convidamos todos os nossos filiados, comunidade universitária e população em geral para lutar contra mais esse ataque ao bolso do trabalhador.

Comentários

Conte nos que você achou!