Há um ano, no dia 1º de agosto, tomava posse a nova diretoria do SINTESPO, fruto de um processo de eleição motivado pela renúncia do ex-presidente, Emerson Barbosa. Sob a liderança do atual presidente, Plauto Jacir Coelho, foi elaborada uma chapa de consenso e, desde então, o SINTESPO realizou uma série de atividades, concretizou parcerias e se manteve firme na defesa dos direitos dos trabalhadores da Universidade Estadual de Ponta Grossa, em particular, e de toda massa de trabalhadores de um modo geral.

“Foi um ano difícil e de muita luta. Assumimos a direção do SINTESPO em um cenário de muitos ataques à Educação por parte dos governos estadual e nacional. As lideranças políticas que estão no poder tentam a todo instante dificultar o trabalho dos sindicatos, precarizar as condições de trabalho, promover a desunião entre os trabalhadores e culpar o funcionalismo público pela crise. Mas mesmo assim, com muita determinação, o conjunto da nova diretoria do SINTESPO se uniu e conseguimos avanços em várias áreas”, avalia Plauto Coelho.

Para o vice-presidente, Roberto Rodrigues, a principal vitória do primeiro ano da nova gestão foi a resistência do Sindicato frente aos ataques dos governos. “Desde que assumimos, quase toda semana estivemos em Curitiba para defender os trabalhadores. Também promovemos várias caravanas até a Capital para protestar contra medidas que são lesivas ao funcionalismo público estadual. Estivemos todo tempo junto com o Fórum das Entidades Sindicais na luta pelos direitos dos servidores e vamos continuar participando e promovendo nossas mobilizações. É uma maneira de unir os servidores e de conscientizar a população de um modo geral”, salienta.

Para além da atividade sindical em defesa dos direitos dos trabalhadores, a nova diretoria do SINTESPO também promoveu atividades paralelas como parcerias com outras instituições e projetos de extensão, oficinas, cursos, palestras, atividades lúdicas e de recreação e manteve seu departamento jurídico ativo e atento às demandas específicas dos servidores da UEPG.

“Desde que assumimos, procuramos melhorar a estrutura física do sindicato. Fizemos uma pequena reforma e revitalizamos alguns espaços para dar melhores condições de acesso e acomodação. Depois disso, conseguimos promover parcerias com o Núcleo Maria da Penha da UEPG, SindiSaúde, Iesol, Movimento Negro, MST e outras instituições. Foram feitos cursos, palestras e outras atividades direcionadas aos servidores, mas também abertas a toda população”, destaca o presidente, Plauto Coelho.

CAMPANHA DE FILIAÇÃO

Um dos maiores desafios da nova diretoria do SINTESPO está sendo manter e ampliar o número de filiados. “Sem o servidor, não há sindicato. É para o trabalhador e pelo trabalhador que atuamos. No entanto, com a possível aprovação da reforma da previdência, muitos de nossos associados estão se aposentando. Por outro lado, estamos em permanente busca de novos sindicalizados para fortalecer as nossas lutas e temos obtido sucesso. Agora temos metas para ampliar o atendimento também para os inativos e para os temporários e terceirizados e em breve teremos notícias a esse respeito”, anuncia o vice-presidente, Roberto Rodrigues.

Comentários

Conte nos que você achou!