O SINTEPO dá prosseguimento na próxima segunda-feira às mobilizações em defesa da Educação Pública e pela reposição da inflação nos salários dos servidores estaduais. Como parte dessas ações, o sindicato vai levar uma caravana à Curitiba no dia 1º de julho para pressionar o governo em um grande ato programado para ocorrer em frente ao Palácio Iguaçu.

Todos os servidores da UEPG que desejarem participar do ato devem procurar o SINTESPO através do telefone (42) 32262711, a fim de informar seus dados para viagem e saber mais detalhes. “Vamos bater na porta do Ratinho Jr, pressionar e mostrar a força dos servidores públicos. Estamos há quase quatro anos sem reposição da inflação. Nesse tempo, tudo subiu de preço, inclusive tarifas públicas como água, energia, telefonia, mas os salários não foram reajustados. A inflação está comendo nossa renda. Pelos cálculos do Fórum das Entidades Sindicais, é como se cada servidor perdesse dois meses de salário por ano, pois a defasagem já é de 17,04%”, disse o presidente do SINTESPO, Plauto Coelho.

A direção do SINTESPO informa também que foi constituído em assembleia o comando de greve para elaboração das próximas mobilizações. “Esses servidores da UEPG ficarão responsáveis por elaborar uma agenda de atividades, inclusive durante o recesso e, caso o governo não tome a decisão de conceder a data base, o movimento continua no início do próximo semestre letivo”, informa o vice-presidente do sindicato, Roberto Rodrigues

Durante a última assembleia, realizada na terça-feira, 25, um novo indicativo de greve foi aprovado e o SINTESPO optou por continuar em “estado de greve” sem realizar a paralisação total das atividades. “Foi uma ação pensando no bom andamento da universidade nesse final de semestre, quando professores e alunos estão nas provas finais”, avalia Plauto, salientando que a Reitoria da UEPG já foi informada sobre as deliberações dos servidores.

Comentários

Conte nos que você achou!